UVB-76

UVB-76 é uma estação de rádio de ondas curtas, que geralmente transmite na frequência de 4625 kHz. É conhecida entre os ouvintes de rádio pelo apelido de The Buzzer. Ela possui um pequeno e monótono ? sinal, repetindo-se a uma taxa aproximada de 25 tons por minuto, durante 24 horas por dia. A estação tem sido observada desde cerca de 1982. Em raras ocasiões, o sinal de alarme é interrompido e uma transmissão de voz em russo ocorre. Apenas três ou quatro eventos desse tipo foram notados desde 1982.

A estação transmite um som vibrante, que dura 0,8 segundo, pausando por 1-1,3 segundos, e repetindo-se 21-34 vezes por minuto. Um minuto antes de cada hora, o tom de repetição é substituído por um tom contínuo, que continua por um minuto até que o tom de repetição volte a tocar. Entre as 07:00 e 07:50 GMT, a estação transmite com baixo consumo de energia, quando a manutenção do transmissor aparentemente ocorre. O som gerado pela estação, lembra um chiado igual ao de rádio acompanhado de um rápido barulho de um navio.
A UVB-76 era transmitida pelo menos desde 1982 como repetitivo "pip" de dois segundos, mudando para uma campainha no início de 1990. Ela foi alterada brevemente para um tom mais alto e de maior duração (cerca de 20 tons por minuto) em 16 de janeiro de 2003, embora o este som tenha sido revertido para o padrão de tom anterior.

Freqüentemente, conversas distantes e outros ruídos de fundo podem ser ouvidos pela estação: isso sugere que o dispositivo é movimentado por trás de um microfone ao vivo e constantemente aberto (em vez de uma gravação de som ou automatizada sendo alimentada através de equipamentos de reprodução) ou que um microfone pode ter sido ligado acidentalmente. Uma dessas ocasiões foi em 3 de novembro de 2001, quando uma conversa em russo foi ouvida: "Я - 143. Не получаю генератор ". "Идёт такая работа от аппаратной". ("Eu sou o 143º. Eu não recebo o oscilador (gerador). " "Isso é o que a sala de operações está emitindo." ou "Essas são as ordens de operações.")


Essas informações são da Wikipedia. A rádio fantasma é envolvida em mistério e conspiração desde que foi descoberta em 1982. E tudo aumentou ainda mais quando em uma das transmissões eles revelaram algumas coordenadas, e um grupo foi até Povarovo e encontrou a estação.
Eles entraram no que parece uma estação de rádio antiga e totalmente abandonada. Fotografáram muitas coisas, mas mesmo com o aparente abandono, algumas salas da estação estavam totalmente lacradas e continuam guardando mistérios da estação.




























Vale lembrar que mesmo abandonada(?), a estação continua transmitindo mensagens.

Hospício The Athens

Eu sou fã de filmes e programas de terror estilo "caça-fantasmas" porém eu não consigo ficar satisfeita com nenhum filme até... Fenômenos Paranormais.
O filme já está na sua segunda franquia, tão assustadora quando a primeira. O que torna o filme bem interessante é que toda sua filmagem é estilo "Bruxa de Blair" ou "Atividade Paranormal", como se não tivessem editado nada do que foi filmado pelos personagens.
Resumindo brevemente, o primeiro filme conta a história de um grupo paranormal que faz programas de televisão caçando fantasmas em locais assombrados, chamado "Grave Encounters". O grupo vai filmar em um hospício chamado Collingwood, com a equipe: Lance Preston (apresentador), Sasha Parker, Matt White, T. C. Gibson e o médium Houston Grey. O filme começa com a apresentação do programa de TV, a história do hospício, suas assombrações e a equipe entrando para filmar. O resto do filme só assistindo para saber.

A ilha da loucura


Poveglia Island é uma das muitas ilha nas águas de Veneza, Itália, mas em vez de ser um lugar de beleza, a ilha é um defeito purulente no mar cintilante e não é apenas considerado como um dos locais mais assombrados do planeta, mas também um dos lugares mais amaldiçoados no mundo. Hoje só quem tenta se aproveitar das videiras de lá é que vão lá. Até mesmo pescadores se afastam da ilha por medo de que ossos humanos se enrosquem em suas redes. 

Kongamato

Resultado de imagem para kongamato
Em 1923, Frank H. Melland, um pesquisador, relatou em seu livro viagens pela África e seu contato com tribos na Zâmbia. Durante sua estada com os moradores, ele tomou nota de relatos de uma misteriosa ave gigantesca, sem pelos e com um bico longo que atacava embarcações; o bicho era chamado de Kongamato (Ou Kongamato), que significa "Virador/Destruidor de barcos".

Kappa

Resultado de imagem para kappa monstro do japao
O tema de hoje é o Kappa. Alguém aí já ouviu falar? Aposto que ao menos os que leram Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban sim.
Bem, sem enrolações, vou refrescar a memória dos que já viram/ouviram mas que não lembram onde e clarear as do que estão se perguntando "Que diabos é isso?".